Orçamentos

De segunda a sexta das 8 às 18h

aos Sábados das 9 às 14h

Economia na Oficina

Com o auxílio de novos equipamentos fica mais fácil e acessível para o seu bolso!

Cursos

Curso de Martelinho de Ouro.
Centro Técnico de Capacitação, Treinamento e Aperfeiçoamento em Serviços Rápidos

Mídia

"Funilaria a importância da manutenção preventiva"
Descrição: dicas
"Deixar o automóvel sempre impecável é um bom negócio para todos. Veja o porquê."
Manutenção - Automóvel bem conservado: bom negócio para o dono e também pra oficina.

Todos que já venderam um automóvel numa loja concessionária sabem: o menor risco, ferrugem ou amassado é desculpa para uma considerável depreciação do carro. O pior, estes descontos acabam sendo bem maiores que o preço propriamente dito do conserto. Afinal, em muitos casos são descontados valores equivalentes a trocas de peças inteiras, quando pequenos reparos localizados deixariam o veículo novo em folha.

Conscientizar o dono do veículo dessa situação vem sendo encarado como um novo desafio para as oficinas. A iniciativa traz benefícios tanto para o cliente, que terá seu bem valorizado na hora da revenda, quanto para a oficina. "Além de garantir ganhos ao cliente, a oficina que o traz para manutenções constante no auto também aumenta a sua receita, pois é sempre possível oferecer serviços complementares, como higienização de bancos, polimentos, entre outros", conta Wilson Zimmermann, proprietário da SP Center, oficina situada na zona oeste de São Paulo e especializada em pequenos reparos.

Segundo Wilson Zimmermann, a visita à oficina deveria acontecer pelo menos de 6 em 6 meses. Esse procedimento, entretanto, está longe de ser seguido pela maioria dos donos de veículos. Ele estima que apenas 10% de sua clientela têm esse tipo de preocupação. "O restante se incomoda com os pequenos defeitos, mas prefere não gastar com eles prontamente. Entretanto, no momento de se desfazer do veículo acaba pagando mais caro pelo serviço, sob a forma de descontos".

De acordo com Geraldo Santo Mauro, presidente do Sinderepa-SP (Sindicato das Indústrias de reparação de veículos e acessórios de São Paulo) um problema da lataria que poderia ser concertado por R$ 100 pode representar um desconto até cinco vezes maior na hora da venda do veículo. "A tendência do comprador do automóvel é achar que o conserto sempre vai ficar mais caro e por isso tenta impor ao máximo de descontos possíveis na hora da negociação".

Após 30 dias qualquer defeito na lataria do veículo tende a se expandir. Ao não optar pelo conserto, o dono do automóvel perderá muito mais dinheiro na hora da revenda.

Manutenção preventiva - Santo Mauro ressalta que num prazo de 30 dias qualquer defeito na lataria do veículo da lataria tende a piorar. Por isso quanto antes o defeito for corrigido, melhor. Ele lembra que além disso, quem deseja valorizar o veículo pode investir na manutenção preventiva. "Cristalizar a pintura do automóvel, por exemplo, ajuda a evitar a descoloração, o que valorizará o veículo na hora da venda".

Nos reparos grandes ou pequenos a honestidade é a principal propaganda das oficinas.

A honestidade é uma das principais armas que a oficina tem para conscientizar o cliente das necessidades da manutenção constante na lataria e pintura de automóveis. Zimmermann lembra que orçamentos corretos e precisos são a receita para convencer o cliente a fazer as melhorias no carro e deixam a porta aberta para que o mesmo retorne. "Por outro lado, valores exagerados ou cobrar pela troca inteira de peças nos casos em que estas poderiam ser concertadas apenas parcialmente toram a disposição do cliente até para fazer um orçamento".

Na hora da venda, o cliente tem duas opções: ou faz o reparo ou concede desconto. Das duas maneiras, é ele quem paga pelo dano.