Orçamentos

De segunda a sexta das 8 às 18h

aos Sábados das 9 às 14h

Economia na Oficina

Com o auxílio de novos equipamentos fica mais fácil e acessível para o seu bolso!

Cursos

Curso de Martelinho de Ouro.
Centro Técnico de Capacitação, Treinamento e Aperfeiçoamento em Serviços Rápidos

Serviços - Higienização

Na hora de tirar aquelas manchas do interior do carro que teimam em não sair, além de eliminar de vez os odores impregnados, o serviço de higienização é o mais indicado. 

O procedimento completo inclui a lavagem dos bancos, carpetes, forros das portas e teto, levando de quatro a seis horas para ser finalizado, dependendo da situação do veículo. 
Os serviços também podem ser feitos 
individualmente. 

A maior vantagem da higienização completa é deixar o carro com aspecto de novo, e os produtos usados no serviço também previnem futuros problemas na conservação dos tecidos. 

E não só os bancos do tecido podem ser recuperados no caso de manchas e desgastes. Os de couro são revitalizados com a aplicação de 
um produto específico, que será aplicado por 
toda a superfície do banco, especialmente nos 
cantos e dobras, onde a sujeira mais se acumula.

Esse é mais um serviço que valoriza seu carro pois mantém o interior livre de odores e sempre com aparência de novo. 

Lavagem & Higienização de Interiores: Detalhada limpeza interna de bancos, carpete, painel, laterais de portas, porta-malas, teto, etc., através de moderno procedimento que permite a sua limpeza a seco e sem necessidade de retirar os bancos, nem remover a tapeçaria dos mesmos. Opcionalmente, com inclusão de desodorização localizada ou total.

Lavagem de bancos e estofados de autos: Muitas vezes deixamos cair nos bancos e estofados do carro, produtos químicos, água escorrida de peixe ou camarão, e outros líquidos que não saem e exalam odores desagradáveis. Uma lavagem específica dos bancos irá remover as manchas e o cheiro. Em alguns casos é necessário a realização de testes previamente, principalmente de carros alagados por inundação de chuva.

Higienização e Limpeza Interna: Recupera o interior de veículos alagados ou interiores que tiveram líquidos derramados e não se consegue remover através da limpeza normal. Neste caso o interior do automóvel é totalmente desmontado, forração, carpete, bancos, laterais e porta malas, além da limpeza de todos os componentes, utiliza-se fungicidas e bactericidas.

Hidratação de couro: Esse processo desengordura e restaura a cor e o ph original do couro, previnindo contra desgastes em bancos e forrações. Não torna o banco escorregadio. Além de recuperar, previne desgastes no couro em geral. É recomendado fazer uma hidratação a cada troca de estação do ano.

Recuperação de Alagados: A recuperação de interiores dos carros alagados, exige um especial serviço de higienização interna, com completa desmontagem interna, substituição de forros acústicos e completa desodorização interna, evitando a possibilidade de surgimento de mofo e seu correspondente mau cheiro.

Dicas sobre como rodar sobre a água:

Como atravessar locais alagados
Antes de tentar atravessar um trecho com muita água, verifique as condições do local e a distância a ser atravessada. Só cruze o local se o nível da água estiver abaixo da metade da roda. Mesmo assim é preciso muito cuidado. Engate a primeira marcha e mantenha aceleração constante, sem tirar o pé do acelerador, para a água não entrar no sistema de escapamento. Durante a travessia ande bem devagar. Se correr, há o risco da água ser lançada para dentro do cofre e gerar uma pane no sistema elétrico, fazendo o motor apagar. Outro risco mais sério: o bocal do filtro de ar pode sugar essa água para dentro dos cilindros e provocar um calço hidráulico, travando os pistões e danificando irremediavelmente o motor.

O que fazer durante a enchente
Preso no trânsito, em meio à chuva, a água começa a subir. O volume de água vai crescendo e inunda a rua. O que fazer? Espere só até o nível da água atingir o batente inferior da porta e então abandone o veículo. Ao deixar o carro tome cuidado ao caminhar, para não cair em uma boca de lobo (bueiro ou galeria pluvial), aberta pela pressão da água. Então, procure abrigo em lugar alto e seguro. Com água acima das rodas, o carro começa a boiar e fica sem controle. Em condição alguma espere a água alcançar as janelas, pois nessa situação as portas ficariam bloqueadas e você não conseguiria vencer a correnteza. O que é pior: seu resgate seria muito mais complicado.

Enfrentando um temporal na estrada
Copas de árvores se agitando de um lado para outro na estrada é sinal de ventos fortes. Reduza a velocidade do carro e fique preparado para surpresas. Seu carro pode ser envolvido a qualquer momento por uma tempestade, chuva de granizo ou vendaval. Aos primeiros pingos fortes de água acenda os faróis e acione os limpadores de pára-brisa na máxima velocidade. Se a tormenta se intensificar e a visibilidade ficar comprometida evite estacionar no acostamento. Procure um local seguro, como uma área de descanso para parar. Atenção: os vendavais costumam jogar galhos na pista e provocar danos aos veículos.

Buracos camuflados pela chuva
Em dias de chuva, a água encobre os buracos, criando verdadeiras armadilhas para os motoristas. As maiores vítimas são as rodas e a suspensão do carro. A queda nessas crateras pode amassar os aros, cortar os pneus, além de empenar as bandejas de suspensão. Outro componente duramente atingido é o sistema de direção, que pode desalinhar com o choque. Para evitar prejuízos maiores, mantenha os pneus sempre bem calibrados e evite frear quando cair nessas crateras. Quando o carro cai em um buraco com as rodas travadas o impacto da batida é bem maior, além de causar sérios danos ao veículo.

Como evitar embaçamento dos vidros
O embaçamento dos vidros costuma ser um problema em dias de chuvas fortes ou muito frios. Ele ocorre devido à grande diferença entre as temperaturas externa e da cabine do veículo. Para melhorar a visibilidade, feche todos os vidros, ligue o ar-condicionado e acione o desembaçador elétrico traseiro. Nos modelos sem esses equipamentos, a recomendação é abrir um pouco os vidros e deixar o ar externo circular pelo carro. Se isso não estiver resolvendo, pare num posto e compre um líquido desembaçante. Com um pano macio, aplique um pouco desse produto -dissolvido em água- na parte interna e externa dos vidros. Você perceberá que a visibilidade irá melhorar.

Como reduzir os efeitos da aquaplanagem
Um situação muito comum nas estradas em dias de chuva é o acúmulo de água sobre a pista. Quando o carro passa em velocidade sobre essas poças gigantes, forma-se uma película de água entre a roda e o asfalto e o pneu perde momentaneamente o contato com o piso, deixando o carro descontrolado. Quando for surpreendido por uma situação dessas, mantenha a direção firme e evite freadas ou mudanças bruscas no volante. Apenas tire o pé do acelerador e logo você sentirá a direção voltar ao seu controle. Pneus lisos ou meia-vida tendem a aumentar os efeitos da aquaplanagem, devido a quase ausência de sulcos, que servem para escoar a água na banda de rodagem.

O que fazer em chuva de granizo
Assim como as enchentes, as chuvas de granizo são bastante temidas pelos motoristas. Geralmente são temporais localizados, acompanhados de fortes ventos. Eles derrubam árvores e galhos sobre os carros e seus blocos de gelo provocam depressões em quase toda a carroceria. Não há muito como prevê-los. Ao primeiro sinal de nuvens escuras, associadas a vendavais, retire o carro da rua e coloque sob um local coberto, protegido, como garagem, estacionamento ou posto de gasolina. Se isso não for possível, apoie a palma da mão no centro do pára-brisa enquanto procura um local coberto, pois isso garante maior firmeza ao vidro. Evite deixar o carro debaixo de árvores.

Recuperando o carro atingido pela enchente
Além da lavagem de bancos, painéis de portas, carpetes, troca de forrações, e limpeza interna da cabine, o veículo atingido por enchentes pode sofrer sérios problemas devido à infiltração de água em seus componentes mecânicos. A primeira providência é fazer uma lavagem do motor. Depois verifique se há sinais de água ou lama dentro do tanque de combustível, do reservatório de óleo do motor ou do câmbio. Em caso de dúvida, limpe o tanque e troque os lubrificantes. Verifique o filtro de ar e faça uma limpeza no sistema, se necessário. Se o elemento filtrante estiver sujo, troque-o também. Em casos mais graves, o motor e o câmbio terão de ser completamente desmontados e limpos para a retirada de resíduos de terra e areia, que provocam riscos profundos nas câmaras de combustão e aceleram o desgaste de todos os componentes.

Fonte: transcrito do site www.carsale.com.br


Saiba como remover e evitar manchas no carro
Limpeza interna, pequenos truques e alguns produtos caseiros podem ajudar na retirada de resíduos.
Se você já derrubou refrigerante, leite ou qualquer produto que provocou manchas nos estofados do veículo, ou se estacionou o carro embaixo de uma árvore e teve problemas na lataria, leia atentamente esta reportagem.

Em alguns casos, as marcas causadas por incidentes como esses podem ser retirados “domesticamente” pelo próprio motorista. Basta utilizar alguns produtos específicos, como água oxigenada, álcool e até gelo.

Em outros casos, no entanto, apenas um profissional, pode realizar o serviço, a fim de não danificar os revestimentos e a pintura. Confira algumas dessas dicas a seguir:

EXTERIOR:
* Asfalto: aplique removedor doméstico no local,com a ajuda de um pano umedecido – utilize luvas para fazer o serviço. Em seguida, lave o veículo com água e sabão neutro e passe uma camada de cera de polimento, com uma estopa, para reativar a pintura.
* Cimento: passe água quente no local para que o cimento dissolva. Use jatos fortes de água para retirar as sobras de resíduos. Não esfregue para evitar riscos na lataria.
* Combustível: passe óleo diesel com uma estopa e esfregue o local afetado. Depois, lave bem com água e xampu ou sabão neutro e aplique cera de polir ou massa. O processo deve ser feito o mais rápido possível para evitar manchas ou queimaduras permanentes na lataria.
* Goteiras na capota: essas manchas são provocadas por infiltração de água ou esgoto no teto de garagens. Nesse caso, passe um ano com caldo de limão ou vinagre branco no local e lave em seguida com água e xampu neutro.
* Manchas de cal: depois de lavar o local, coloque o veículo na sombra e esfregue a região com um pano e algumas gotas de limão. Lave em seguida com água e xampu neutro e passe cera de polir.
* Massa ou cera: às vezes, na hora de encerar o veículo, a massa entra em contato com as borrachas ou partes plásticas, provocando manchas esbranquiçadas. Se isto acontecer, espere a cera secar e depois a retire com uma escova de dente macia ou palito de dente.
* Tinta ou seiva de árvore: misture uma pequena quantidade de removedor com água. Passe no local com um pano limpo. A mistura só deve ser utilizada em veículos com pinturas originais. Caso seja passado sobre pinturas com retoques, a tinta também poderá ser removida.

INTERIOR
* Batom: utilize um pano embebido em álcool. Não esfregue o local para que a sujeira não se espalhe. Com o auxílio de um pano seco, remova o excesso. Faça o mesmo procedimento até que a mancha suma.
* Cerveja: absorva o excesso com a ajuda de um papel toalha. Depois lave o local com água, desinfetante ou produtos específicos para limpeza de carpetes.
* Chiclete: utilize uma pedra de gelo dentro de um saco plástico ou de um pano e coloque sobre o chiclete. Depois que a goma endurecer, remova-a com uma escova ou uma pequena espátula plástica.
* Chocolate: lave o local com xampu neutro e água.
* Graxa e gordura: misture uma pequena quantidade de benzina em um recipiente de água. Passe no local, sem esfregar, com um pano limpo.
* Lama ou barro: deixe secar. Em seguida, passe uma escova macia e o aspirador de pó para retirar o excesso. Depois lave com xampu neutro ou produto especial para retirar manchas de estofamentos e carpetes.
* Leite: esfregue levemente o carpete com uma escova macia, xampu neutro e água. Depois passe um pano para secar. Caso o leite tenha sido derramado nos bancos, será preciso retirar o revestimento. Nesse caso, é recomendável levar o veículo a um lava rápido especializado.
* Sangue: utilize água oxigenada 20 volumes. Espalhe o produto no tecido e pressione com um pano limpo. Não esfregue. Em seguida lave com água fria e xampu neutro, produtos para limpeza de carpetes e estofados (sem amoníaco) ou detergente (sem cloro).
* Piche ou graxa: coloque num balde um pouco de removedor misturado com água. Umedeça um pano e passe sobre o local sem esfregar. Depois lave a região afetada com água e xampu neutro ou com produtos desengraxantes.

 

<< Voltar para Serviços